Prefeitura de Araxá fez vistoria técnica no pavimento da Av. Hitalo Ross detectou Irregularidade e determinou retirada de camadas.

51

A empresa que executou a duplicação da via está realizando o serviço, uma garantia de que a obra terá a durabilidade esperada.

Quem passar pelo primeiro trecho da duplicação da Avenida Hitalo Ross, nesta sexta-feira, 4 de outubro, vai se surpreender com homens e máquinas trabalhando no local. Trata-se de uma manutenção corretiva, executada pela empresa de Belo Horizonte responsável pela execução da obra. A Administração Municipal, através da Secretaria de Obras Públicas e Mobilidade Urbana, detectou problemas em alguns pontos específicos da capa do pavimento e por segurança o prefeito Aracely de Paula reteve o pagamento da empresa para garantir a recuperação do trecho.

Aracely ressalta que são ações importantes, há uma preocupação da prefeitura através da equipe técnica com a segurança das obras e aplicação correta dos recursos. Reforça que a obra pública tem que ser mais vigiada, deve ter o interesse de quem a contratou e isso tem acontecido com todas as obras da sua gestão. “Diversas empresas pararam de trabalhar conosco por causa do rigor em todas as nossas obras. Acompanhamos o desenvolvimento, o prazo estipulado, cobramos o que é de direito do município. E a demonstração maior está aí na responsabilidade pessoal e cidadã com as obras que autorizamos, com a atenção dispensada a tudo que estamos realizando”.

O secretário Sebastião Donizete de Souza informa que a recuperação do pavimento está sendo feita sem ônus para a prefeitura. Foi solicitado à empresa de consultoria responsável pelo dimensionamento do pavimento que por segurança fizesse uma avaliação de todo o trecho executado. A empresa fez pesquisas de campo, levantou todos os problemas e montou um programa de recuperação do trecho. Foi utilizado um equipamento que se chama viga benkelman, ele aponta as deflecções que têm na pista, defeitos que muitas vezes não está na capa do pavimento, está na base e sub-base. “A empresa assume todas os custos da operação uma vez que foram detectados problemas na infraestrutura, na base e sub-base, que talvez só fossem surgir em três ou quatro anos. Esperamos que o trabalho seja todo executado em 20 dias para que a Hitalo Ross possa estar totalmente concluída, com o acompanhamento técnico da empresa de consultoria, tendo a garantia de que essa obra terá a durabilidade esperada”, finalizou o secretário.