Literatura a arte do saber no Parque do Cristo com Projeto Geladeira Literária da Prefeitura de Araxá.

11

A iniciativa da Escola Estadual Dr. Eduardo Montandon já recebeu mais de 600 livros que são disponibilizados de graça para a comunidade.

O Parque do Cristo, no bairro Urciano Lemos conta com um novo atrativo. O projeto Geladeira Literária, foi instalado no local, nesta quarta-feira, 21 de agosto. A iniciativa é da Escola Estadual Dr. Eduardo Montandon que arrecadou os livros e está disponibilizando para a comunidade. O secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovações Tecnológicas, Geraldo Lima Júnior informa que a orientação do prefeito Aracely de Paula é de que a Administração Municipal apoie integralmente as ações promovidas no Parque do Cristo. Trata-se de uma ideia simples de alcance muito profundo que traz vida para o Parque. O projeto mexe com a essência da criança, um ser em formação que quando recebe essas especificidades da vida, é preparado para o futuro. “Cumprimento toda a equipe da Escola, esse projeto vai se propagar pela cidade. É um investimento na criança e quando elas crescerem, serão adultos mais humanos, com melhor capacidade de entender o outro”.

A professora Adelaide Abadia da Mota, coordenadora do projeto Geladeira Literária explica que ele já existe em várias cidades e quando teve a ideia de implantar em Araxá os alunos e as famílias abraçaram com carinho. Ele foi desenvolvido pela Sala de Recurso Multifuncional da Escola Estadual Dr. Eduardo Montandon, que atende também as escolas Maria de Magalhães e Dom José Gaspar. Fizeram campanha na cidade, receberam doações e um aluno sugeriu que a geladeira ficasse no Parque do Cristo, um lugar maravilhoso e ele já viu frequentadores lendo no local. As pessoas podem ler o livro no Parque ou levar para casa. Se quiserem ficar com o livro, basta doarem outro para a geladeira que conta com dezenas de títulos de romance, autoajuda, literatura, infantil, espírita, católico e evangélico. “Todas as pessoas que possuem livros ociosos em casa, podem doar para a geladeira. Esse movimento é para a comunidade não é da escola. As pessoas podem deixar e pegar livros, dentro do horário de funcionamento do Parque”.

A supervisora da escola, Lélia Bastos, reforça que a leitura nas unidades escolares é essencial para o desenvolvimento do processo de ensino e aprendizagem. No lançamento do projeto, alunos praticavam brincadeiras antigas que estão sendo resgatadas pela escola no horário do recreio como elástico, batata quente, cinco marias e jogo da velha estilizado. “É um projeto que ensina as crianças que a leitura vai além dos muros da escola. Queremos estender para outros espaços da cidade com mais parcerias, isso é muito importante, os alunos se sentem muito valorizadas”.

Breno Henrique Rodrigues, tem 11 anos e está no 5º ano. Conta que a professora incentivou os estudantes a levarem livros para a escola. “A leitura ajuda a ampliar os conhecimentos e trazer a geladeira com livros para o Parque do Cristo foi muito bom, achei diferente”, completou.–